Qual a prevenção na manutenção predial hospitalar contra o Covid-19?

manutenção hospitalar contra o COVID-19

Médicos e profissionais da saúde estão na linha de frente no combate ao coronavírus. Para garantir suporte de atendimento e condições necessárias de  recuperação aos pacientes, equipes trabalham dia e noite na manutenção hospitalar contra o COVID-19. No entanto, assegurar a qualidade e agilidade dos serviços e ter controle das operações das terceirizadas de hard e soft service na manutenção e facilities é um desafio constante para a gestão predial hospitalar. Sendo assim, como a manutenção preventiva pode ajudar no combate ao coronavírus? Há novos protocolos de prevenção no combate ao COVID-19 em hospitais? Vamos esclarecer todas essas dúvidas à seguir e saber quais foram os impactos dessa pandemia na rotina de alguns profissionais especializados na manutenção predial hospitalar. 

Porque a manutenção hospitalar contra o COVID-19 é tão importante?

Utilizar Planos de Contingência com checklists específicos de higienização e desinfecção ajuda a conter a transmissão do coronavírus e proteger a saúde de todas as pessoas que circulam no ambiente hospitalar. Porém, se a infraestrutura do empreendimento hospitalar estiver precária, o bem estar e a segurança de pacientes, médicos e funcionários estará comprometida. Imagine, o que poderia acontecer se um equipamento falhasse durante uma cirurgia? Ou uma pane nos sistemas elétrico e hidráulico acontecesse? Até mesmo a parada inesperada de um elevador comprometeria gravemente a saúde de quem precisa de cuidados médicos. Para prevenir que falhas aconteçam, Luciano de Medeiros, engenheiro eletricista e gerente administrativo da empresa Three Solutions, especializada em Serviços de Manutenção e Engenharia Hospitalar, explica que o planejamento preventivo da manutenção predial é essencial para manter qualquer estrutura, principalmente a de um sistema hospitalar. 

A manutenção preventiva ajuda as equipes de hard e soft service  na organização das atividades e a seguir os checklists de manutenção, limpeza dos ambientes e de outras atividades importantes em suas rotinas. Essa prevenção contribui para o aumento da vida útil dos equipamentos e ainda evita quebras e gastos desnecessários com a manutenção corretiva. Sendo assim, adotar planos de contenção ao COVID-19 e realizar a manutenção preventiva, irá aumentar a eficiência das operações e garantir um ambiente seguro para um atendimento de excelência aos pacientes infectados.

EPI’s: reforço total contra a transmissão do coronavírus em hospitais 

Equipes de manutenção hospitalar, realizam operações de maior complexidade técnica, portanto, na maioria das vezes já estão treinadas para atuar com segurança e seguir as normas da ABNT e órgãos do Ministério da Saúde. Este é o caso da equipe de manutenção que o Luciano coordena em um hospital de Curitiba-PR. Ele nos conta que a pandemia não mudou a rotina dos técnicos, pois, protocolos exigidos de higienização e desinfecção de ambientes já eram realizados no dia a dia. Porém, com o risco iminente de contaminação, a paramentação dos EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) foi reforçada. Seguindo o protocolo de prevenção do Serviço de Controle e Infecção Hospitalar do próprio hospital, o técnico que realizar um serviço de manutenção na UTI ou no quarto de um paciente infectado, obrigatoriamente deverá usar: 

  • Máscara branca (n95); 
  • Protetor facial; 
  • Óculos de proteção; 
  • Protetor facial em acrílico; 
  • Avental cirúrgico; 
  • Sapatilha protetora;  
  • Luva descartável.

Luciano ainda relata, que um técnico de enfermagem deverá acompanhar a realização do serviço e um outro técnico da manutenção deverá aguardar no lado de fora do local, caso ele necessite de suporte. Há grande risco de contaminação do COVID-19 também na retirada desses EPI’s, por isso, o técnico deverá seguir um protocolo de proteção ao retirar os equipamentos e, em seguida, destiná-los para o descarte e descontaminação. 

Prevenção contra COVID-19 é redobrada no sistema de climatização  hospitalar

Todos os sistema prediais são importantes em um empreendimento hospitalar, porém, Luciano da Three Solution, informa que algumas soluções imediatas foram tomadas nas instalações de ar condicionado para a contenção do coronavírus.  

Como medida preventiva para evitar a propagação do vírus ou agravar outras doenças respiratórias, foi necessário aumentar a periodicidade da limpeza dos filtros e a manutenção dos aparelhos. Nesse contexto é importante enfatizar a manutenção preventiva de sistemas de refrigeração em hospitais e reforçar os procedimentos de higiene, pois áreas hospitalares, tem cuidados especiais e níveis de filtragens específicos para controles microbiológicos. Para garantir o nível de qualidade, o ar externo é captado, tratado e insuflado no ambiente, em seguida, exaurido para fora novamente. Dessa forma, não possui recirculação e tampouco permite a migração do ar para outras alas, se tornado mais seguro para os pacientes. 

Melhores práticas para a prevenção do COVID-19 na manutenção hospitalar

Não é uma tarefa fácil gerenciar todas as operações de um hospital e ainda manter todas as exigências de proteção do COVID-19 nos ambientes. Pensando em facilitar as atividades das equipes, o Software Leankeep elaborou Planos modelos de Contenção preparados com checklists de higienização e desinfecção de ambientes estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde. Ao seguir o plano sua equipe de manutenção e facilities terá mais segurança e agilidade nas operações. Clique aqui e receba a planilha com checklists de contenção imediata contra o COVID-19 e proteja a vida de pacientes e funcionários de seu empreendimento hospital.    

Para a sua empresa que presta serviços de manutenção hospitalar, utilizar este Plano de Contenção na prevenção do coronavírus, agrega valor aos serviços ainda aumenta a segurança de seus clientes e equipes. Clique aqui para pegar a sua planilha e já usar nas suas operações. Torne-se um diferencial para seus clientes no combate ao coronavírus.

 

Fonte: Three Solutions, ABRAVA, Ministério da Saúde, Med Comex

Este conteúdo foi útil?