Retomada dos Hotéis: Como a área de facilities garante uma gestão estratégica em meio a crise da COVID-19?

Hotéis de todo o Brasil foram os primeiros da economia a sentir os impactos dessa  pandemia. Com as normas exigidas pelos órgãos de saúde para prevenir a COVID-19 , os estabelecimentos já estão recuperando aos poucos as suas atividades. Mas, para manter os padrões de hospitalidade elevados e garantir a prevenção de todos, como os gestores de O&M e facilities estão se preparando? Quais estratégias adotar na retomada segura do seu hotel? Neste artigo da nossa série: Retomada dos hotéis, vamos abordar algumas estratégias que a hotelaria adotou para enfrentar este novo cenário e quais ações tomar para garantir uma operação de retorno mais segura.

 

FM, como preparar a área de Facilities do hotel, no combate ao coronavírus?  

Acompanhar os serviços de manutenção e facilities em tempos normais já é um desafio, agora, imagine controlar tudo isso em tempos de crise? Para não deixar que este contexto da pandemia prejudique as operações do seu hotel, é importante que se faça a gestão de risco dos problemas que possam surgir neste período. Portanto, listar os pontos de ameaça e analisar os impactos, as probabilidades e o nível de controle que se tem de um problema, ajuda a construir a matriz de risco do seu hotel e a considerar novas estratégias na gestão. Desse modo, ficará mais fácil antecipar erros, prever gastos desnecessários de manutenção corretiva e planejar a retomada do seu negócio com mais segurança.

A COVID-19 trouxe mudanças para a infraestrutura dos hotéis e para a rotina das equipes de hard e soft service. Por isso, novos investimentos podem ser previstos na planilha de custos do hotel, como:

  • Reformas e adequações dos ambientes;
  • Aquisição de novos equipamentos para higienização ; 
  • EPI’s de proteção diária (máscaras, luvas, aventais, toucas entre outros) para hóspedes e funcionários;
  • Produtos de limpeza e higiene que atendam as normas de prevenção e etc.

O gestor deverá avaliar os impactos em seu orçamento, rever os contratos com seus fornecedores para saber onde fazer modificações e manter ativo, apenas o que for essencial para a operação.  Ou seja, a adaptabilidade do orçamento nesse momento será essencial. Dessa forma, o gestor terá mais clareza sobre as prioridades estratégicas e poderá fazer o planejamento dos custos evitando algumas surpresas indesejadas.


 Como o planejamento pode ajudar o FM na retomada do seu hotel?

O planejamento das atividades de manutenção e facilities é indispensável para fazer uma gestão hoteleira mais eficiente. Sendo assim, um plano bem detalhado, permite ao gerente de facilities traçar metas, definir os caminhos que serão tomados para garantir a prevenção do coronavírus e estabelecer planos de contingência

 Existem alguns planos de Contenção prontos, já com os protocolos e normas do Ministério da Saúde (OMS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além de ajudar as equipes a não se perder nos checklists, agilizam o trabalho em campo e ainda facilitam o acompanhamento do gestor para ver o que foi realizado. 

Por isso, se o seu hotel ainda não tem um plano de contingência, baixe a planilha de contenção que preparamos com os checklists já organizados de acordo com as normas dos órgãos de saúde!

Porém, se você presta serviços de manutenção e facilities para hotéis e quer agregar mais valor nas operações de seus clientes, tenha para o seu auxilio a planilha com os checklists de limpeza da Leankeep!

Certamente, um bom planejamento proporciona muitas vantagens e visão macro, que irá permitir ao gestor determinar as ações a serem tomadas em momentos de crise.

Funcionários, fornecedores e equipes terceirizadas, precisam estar atentos aos procedimentos preventivos que o hotel adotou. Então, para que todos estejam alinhados, é importante que o gestor promova uma comunicação clara e eficiente entre as equipes e invista em momentos de capacitação, atualização e treinamento. Dessa maneira, todos ficam mais seguros na hora de orientar os hóspedes nesse período tão singular. 

Para aumentar a performance da gestão de manutenção e facilities na retomada, alguns hotéis investem em sistemas que auxiliam no planejamento e organização das atividades. Acima de tudo, eles ajudam a ter mais agilidade e otimizam o tempo das operações, como também a:

  • Controlar as equipes de hard e soft service; 
  • Acompanhar os checklists das tarefas; 
  • Planejar as preventiva e criar a agenda de atividades;
  • Abrir e atender chamados com rapidez;

Com a análise dos dados inseridos no sistema e os diversos relatórios gerados no software, o gestor hoteleiro pode identificar falhas, reduzir custos e tomar decisões mais assertivas, garantindo a estabilidade financeira do hotel e a melhor experiência de seu hóspede. 

 

Fonte: Estácio,  Revista Hotéis, Infra FM

Este conteúdo foi útil?